REPETE-SE HOJE A NEVADA DE VERÃO EM ROMA


Rádio Vaticano

Roma, 05 ago (RV) – Hoje, 5 de agosto, pleno verão italiano, nevará no centro de Roma. Como tradição manda, Praça Santa Maria Maior será palco da evocação do milagre com o qual, em 5 de agosto de 358 d.C., Nossa Senhora indicou ao então pontífice, Libério, o local onde deveria ser construída uma basílica em sua memória, naquele bairro (Esquilino).

Tudo nasce de uma antiga lenda segundo a qual um casal romano, que pedia à Virgem luzes para saber como empregar a sua fortuna, recebeu em sonhos a mensagem de que Maria desejava que lhe fosse erigido um templo precisamente num lugar do monte Esquilino que aparecesse coberto de neve, o que teria se verificado na noite de 4 para 5 de agosto. Até hoje, Santa Maria Maior é invocada também como Nossa Senhora das Neves.

Para ressaltar a recorrência, 26 anos atrás, o arquiteto italiano Cesare Espósito idealizou a nevada. Às 21h, flocos de neve artificial são lançados de canhões especiais (como os usados no cinema), do alto da igreja, embranquecendo a praça e a fonte diante do templo. Embelezando ainda mais o cenário, notas de música clássica, efeitos de luz e raios laser, e shows de música lírica completam o ambiente.

A nevada de agosto, evento tradicional do verão da capital, é patrocinada pelo Ministério dos Bens Culturais e pela Prefeitura de Roma. “A festa que inventei em 1983 – explica o arquiteto Espósito – quer defender as antigas raízes de nossa cultura, e ao mesmo tempo, apresentar a arquitetura dos Santuários de Nossa Senhora das Neves”.

Santa Maria Maior foi a primeira igreja dedicada a Virgem Maria no Ocidente, e uma das mais belas e adornadas de Roma. Abriga, entre outras coisas, um relicário com um pedaço da manjedoura do menino Jesus. (CM)