O Império Babilônico da Universal


A Igreja Babilônica Universal, que usa o nome de Reino de Deus, é um joio semeado pelo diabo na terra; um império babilônico. Sabemo-los todos disso.

A Universal não é mais que um mercado em forma de Igreja, acaso Edir Macedo não lê a Bíblia: “Está escrito: ‘Minha casa é casa de oração’. Vós porém fizestes dela um antro de ladrões” (Lc 19,46). Pois bem, estas palavras de Jesus endereçadas aos fariseus também servem para os falsos pastores de hoje. As igrejas da Universal são antro de ladrões. Com o dinheiro do dízimo dos fiéis, Edir Macedo, sustenta seus canais de TV, que transmite mais violência do que educação.

Mas pergunto-me: o que leva as pessoas a aderirem ao monopólio de Macedo? Talvez a ignorância religiosa; talvez as falsas curas e milagres que pensam ser verdadeiras; talvez por que Macedo tenha o dom para pregar a Palavra de Deus. Não, porque nem isso ele tem. Mas é sim porque vão em busca de uma vida fácil, uma prosperidade econômica, uma solução para as dívidas. Ora, não foi isso que Jesus pregou; pelo contrário: “Como é difícil para os que possuem riquezas entrar no Reino de Deus” (Lc 18,24). Jesus disse isso, não por que ele deplorava a riqueza, mas porque ele via que o uso errôneo da riqueza é prejudicial. E disse ainda Jesus: “Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro” (Mt 6,24). E sabemos muito bem que o Deus do sr. Edir Macedo é o dinheiro.

O problema perante o qual nos deparamos hoje é complexo, pois o joio é igual ao trigo.

Mas a Babilônia de Edir Macedo vai ser derrubada por Jesus Cristo!

Não se pode trocar uma Igreja fundamentada na rocha firme, a Igreja de Cristo, por uma que age como uma máfia.

Que o sr. Edir Macedo, o Nabucodonosor de hoje, tenha, pelo menos, pena dos fiéis aos quais ele sempre enganou, já que vergonha ele não tem mesmo.

Quanto aos membros da Igreja Católica, eu peço, como um indigno filho, nunca prevariquem com seus deveres de Pastores.

Revirando a internet achei esta frase, não menos verdadeira: Deus é o caminho, Edir Macedo é o pedágio.

Não pensem que estou senho rígido. Não devemos nos calar diante dos falsos profetas.