Papa concede indulgência plenária pelos 800 anos do nascimento de Pietro da Morrone, futuro Papa Celestino V


ROMA, 25 AGO (ANSA) – O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, participará da celebração do 715º Perdão Celestino, porgramada para ocorrer na próxima sexta-feira na cidade de L’Aquila, região de Abruzzo.
O evento contará com uma missa celebrada pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, na Basílica de Santa Maria de Collemaggio, às 18h locais (13h no horário de Brassília).
“O cardeal Bertone demonstrou interesse em estar presente e manter a promessa de levar a proximidade do Papa Bento XVI à população local que sofre devido ao terremoto”, contou à ANSA o bispo de L’Aquila, Giuseppe Molinari.
No último dia 6 de abril, a região de Abruzzo foi atingida por um terremoto de 5,8 graus na escala Richter que deixou cerca de 300 mortos e mais de 50 mil desabrigados.
“Geralmente a festa é muito deslumbrante, porque, como diz o Evangelho, toda conversão é uma festa. Mas a tragédia do terremoto nos obriga claramente a ser sóbrios nas celebrações deste ano, a pensar no essencial, mas também a querer olhar além do terremoto”, ressaltou o religioso.
Segundo o bispo, “a celebração do rito ajuda porque faz parte da nossa história civil e social. Festejá-lo quer dizer que a nossa história continua”.
O Perdão Celestino refere-se à indulgência plenária perpétua concedida em 1294 pelo papa Celestino V a todos os fiéis que, depois de terem se confessado e pedido perdão por seus pecados, atravessassem a Porta Santa da Basílica de Santa Maria de Collemaggio entre 28 e 29 de agosto. Esta edição do rito ocorre junto com a celebração do 800º aniversário de nascimento do Pontífice.
Celestino V foi o 192º sucessor de Pedro, ocupando o trono papal de 29 de agosto a dezembro de 1294, quando abdicou. O Pontífice foi coroado em L’Aquila, na basílica de Santa María de Collemaggio, onde está sepultado.
O rito do 715º Perdão Celestino começará na tarde da sexta-feira, com a exibição das relíquias do Papa na praça de Collemaggio e uma peregrinação que passará por todas as dioceses das regiões de Abruzzo e Molise.
Na última sexta-feira, o Vaticano anunciou que o papa Bento XVI concederá indulgência plenária aos fiéis que comparecem à de L’Aquila para rezar diante das relíquias do papa Celestino V. (ANSA)