AUDIÊNCIA: PAPA RECORDA SÃO JOÃO LEONARDO


Cidade do Vaticano, 07 out (RV) – O Papa Bento XVI encontrou-se na manhã de hoje com os fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro para a habitual audiência geral. Na sua catequese de hoje o papa recordou que na próxima sexta-feira comemoramos os 400 anos da morte, em Roma, de São João Leonardo, escolhido como padroeiro dos farmacêuticos, no dia 8 de agosto de 2006.

Convencido de que os homens necessitam, mais que qualquer outra coisa, de Cristo, remédio de Deus, – disse Bento XVI – são Leonardi dedicou-se com entusiasmo à pregação, especialmente ensinar às crianças a doutrina cristã, reunindo ao seu redor um grupo de jovens com os quais fundou a Ordem dos Clérigos Regulares da Mãe de Deus.

Aos seus discípulos lhes recomendava que só tivessem diante de seus olhos a honra, o serviço e a glória de Jesus crucificado. Seu zelo apostólico o levou a enviar ao Papa Paulo V um memorial com critérios para a autêntica renovação da Igreja. Estes mesmos desejos levaram-no, junto com João Batista Vives e Martín de Funes, a contribuir para a criação do Dicastério da Propaganda Fide e ao nascimento do Colégio Urbano de Propaganda Fide, no qual se formaram muitos sacerdotes para a evangelização dos povos”.

Em seguida o Santo Padre saudou os diversos grupos de peregrinos presentes na Praça São Pedro, em seus respectivos idiomas, entre os quais o português e concedeu-lhes a sua Benção Apostólica.

A minha saudação amiga aos fiéis da arquidiocese de Porto Alegre e demais peregrinos de língua portuguesa! Viestes a Roma, onde há quatrocentos anos morreu São João Leonardo, vítima da caridade fraterna, contagiado ele mesmo pela epidemia cujos doentes tratava. A luminosa figura deste Santo convida todos os cristãos a transmitirem aos homens o verdadeiro «remédio de Deus», que é Jesus Cristo crucificado e ressuscitado. N’Ele vos abençôo, a vós e às vossas famílias.” (SP)