A Palavra:
Mc. 12, 38-44: Naquele tempo, Jesus dizia, no seu ensinamento a uma grande multidão: “Tomai cuidado com os doutores da lei! Eles gostam de andar com roupas vistosas, de ser cumprimentados nas praças públicas; gostam das primeiras cadeiras nas sinagogas e dos melhores lugares nos banquetes. Eles devoram as casas das viúvas, fingindo fazer longas orações. Por isso eles receberão a pior condenação.”

Jesus estava sentado no templo, diante do cofre das esmolas, e observava como a multidão depositava suas moedas no cofre. Muitos ricos depositavam grandes quantias. Então chegou uma pobre viúva que deu duas pequenas moedas, que não valiam quase nada. Jesus chamou os discípulos e disse: “Em verdade vos digo, esta pobre viúva deu mais do que todos os outros que ofereceram esmolas. Todos deram do que tinham de sobra, enquanto ela, na sua pobreza, ofereceu tudo aquilo que possuía para viver”.

A mensagem

Queridos irmãos e irmãs, neste breve trecho do evangelho, encontramos duas categorias de pessoas: os doutores da lei e a pobre viúva. São pessoas completamente diferentes.

– Os doutores são cheios de si, da sua cultura, do seu prestigio e gostam de aparecer e ser respeitados. O mais grave de tudo isso é que, em nome da religião, eles exploravam as viúvas e os pobres. De fato, era tarefa deles servir de apoio legal às viúvas. Porém faziam isso ‘piedosamente’, exigindo pela prestação de serviço um pagamento tal, que as viúvas, muitas vezes, tinham de lhes ceder a propriedade.

A condenação dos doutores é clara e firme.

– A viúva oferece para o templo as moedinhas, que não valiam quase nada, mas que para ela eram tudo. É a atitude da total confiança em Deus.

Este episódio acontece ao término da caminhada de Jesus para Jerusalém.

Agora Ele está no templo, cercado pela massa do povo e ensina. Este ensinamento é em pleno contraste com as classes dominantes do tempo: sacerdotes, escribas, doutores da lei.

Ele não tem medo de entrar em conflito e sabe onde este conflito vai levá-lo, mas tem a missão de ensinar a verdade e persevera nela.

Jesus é aquele que se doa inteiramente pela salvação da humanidade. A doação da viúva é um pequeno símbolo da doação dEle.

O que nos ensina e episódio de hoje?

1) Antes de tudo, evitar as atitudes dos doutores da lei.

2) Imitar a viúva, na generosidade para com Deus e a comunidade.
A partilha deveria ser uma experiência presente na vida de fé dos discípulos de Jesus: partilhar os próprios dons, os bens, o tempo etc….
Temos que lembrar que ser generosos com Deus compensa sempre: Ele dá sempre em dobro.
Não devemos dar só o que temos, mas também o que somos, como fez o nosso Mestre.

Dom Antonino Migliore
Bispo Diocesano de Coxim