BENTO XVI: ESTUDAR E REZAR


Cidade do Vaticano, 19 nov (RV) – Bento XVI recebeu esta manhã na Sala Paulo VI, no Vaticano, os participantes da Assembleia Geral da Federação Internacional das Universidades Católicas (FIUC).

Aos docentes e aos estudantes das universidades católicas, o papa afirmou que é necessário abrir-se à sabedoria que vem do Evangelho em uma sociedade onde o conhecimento se torna sempre mais especializado e setorial.

“O homem – disse o Papa – é incapaz de compreender plenamente si mesmo e o mundo sem Jesus Cristo.”

Os anos dos estudos superiores – acrescentou –, podem ser comparados à experiência que os Apóstolos viveram com Jesus: com Ele, aprenderam a verdade para se tornarem anunciadores.

Ao mesmo tempo, é importante recordar que o estudo das ciências sagradas nunca deve ser separado da oração, da união com Deus, da contemplação; do contrário, as reflexões sobre os mistérios divinos correm o risco de se tornar um vão exercício intelectual.

O papa destacou também a importância do diálogo com a cultura laica, com as diversas metodologias científicas e com os diferentes campos do saber.

Quanto à realidade acadêmica católica, Bento XVI recordou que hoje no mundo existem mais de 1.300 universidades católicas e cerca de 400 faculdades eclesiásticas, que testemunham a crescente atenção que a Igreja dispensa à formação dos eclesiásticos e dos leigos e à cultura e à pesquisa. (BF)