QUEM FOI SÃO SILVESTRE


Cidade do Vaticano, 31 dez (RV) – São Silvestre foi papa durante 21 anos e morreu em 335, durante o tempo de Constantino. Silvestre teve de enfrentar as intromissões do imperador no governo da Igreja. Constantino, herdeiro da grande tradição imperial romana, considerava-se o legítimo representante da divindade e do Deus dos cristãos e por isso, com naturalidade, sentia-se encarregado de controlar a Igreja como qualquer outra organização religiosa.

Constantino convocou em 325 o primeiro Concílio Ecumênico que foi realizado em Nicéia, na Bitínia. O Papa Silvestre, idoso, não pode comparecer, mas enviou representantes.

Graças ao bom relacionamento entre o Papa e o Imperador, este apoiou financeiramente a Igreja e o pontificado de Silvestre ficou caracterizado também pelas grandes construções de edifícios eclesiásticos. Conseguiu do Imperador a autorização para a construção da grande basílica em honra de São Pedro na colina do Vaticano, a de São Paulo fora dos Muros e a de São João de Latrão.
Foi também o Papa Silvestre que recebeu do Imperador Constantino o Palácio de Latrão para ser a residência dos pontífices.

Mas o grande presente que o Papa Silvestre desejava receber do Imperador era vê-lo batizado. Isso não aconteceu pois o papa morreu em 335 e Constantino, segundo Eusébio de Cesareia, foi batizado no leito de morte, em 337.
(CM)