Papa destaca que Cristo é o bem mais precioso


 Fonte: Canção Nova
Na audiência geral desta quarta-feira, o Papa Bento XVI afirmou que “o bem mais precioso que as pessoas têm direito e necessidade de conhecer e amar é Cristo.” 

Diante disso, o Papa destacou a necessidade da ação missionária. “No coração da Igreja, deve arder sempre um fogo missionário, que impele a anunciar e testemunhar o Evangelho de Jesus a quem o não conhece ou dele se afastou“.


Bento XVI falou de São Domingos de Gusmão. Contemporâneo de São Francisco, que também contribuiu para a renovação fundamental da Igreja do seu tempo fundando a Ordem dos Pregadores, ou Dominicanos. 

O Pontífice explicou que para o bom sucesso da missão evangelizadora, Domingos de Gusmão recomendava a vida comunitária em pobreza e o estudo como preparação ao apostolado.

“A vivência destes dois valores dá ao pregador a coerência com a verdade de Deus que anuncia. Para ganhar o coração dos ouvintes, São Domingos contava com a terna devoção à Virgem Mãe, que depois tomaria a forma da recitação do terço, e com a fecunda retaguarda espiritual das monjas contemplativas”, disse Bento XVI.


O Papa destacou ainda que “este fogo missionário ardia no coração de São Domingos, que nele incendiou os companheiros movidos pela mesma aspiração, dando início à Ordem dos Dominicanos”.
Ao saudar os fiéis de lingua portuguese Bento XVI fez votos de que a “visita ao lugar da Confissão de Pedro seja rica de graças e luzes do Alto, e que ajude os fiéis a serem autênticas e incansáveis testemunhas de Cristo.”