APRESENTADO AO PAPA ANUÁRIO PONTIFÍCIO 2010: AUMENTAM FIÉIS CATÓLICOS E SACERDOTES NO MUNDO


 [Boa notícia].

Cidade do Vaticano, 20 fev (RV) – Aumentam os católicos no mundo e também o número de sacerdotes e seminaristas, em particular na Ásia e África: é o que atestam os dados do Anuário Pontifício 2010, apresentado na manhã deste sábado ao Papa pelo Cardeal Secretário de Estado, Tarcisio Bertone, e pelo Substituto da Secretaria de Estado para os Assuntos Gerais, Dom Fernando Filoni.

Os dados estatísticos, referentes ao ano 2008, fornecem uma análise sintética das principais dinâmicas relacionadas à Igreja Católica nas 2.945 circunscrições eclesiásticas do Planeta. O volume estará proximamente à disposição nas livrarias católicas.

Bento XVI expressou a sua gratidão pelo Anuário que lhe foi oferecido manifestando grande interesse pelos dados ilustrados que mostram um aumento geral dos católicos no mundo: em 2008 foi registrada a cifra de 1 bilhão 166 milhões de fiéis batizados, com um incremento de 19 milhões (+1,7%) em relação ao ano precedente. Também considerando o crescimento da população mundial atingindo a cifra de 6 bilhões e 700 milhões de pessoas, se observa um pequeno aumento percentual da incidência dos católicos no mundo inteiro (de 17,33 para 17,40%).

Registra-se também em aumento o número de bispos no mundo, passado de 4.946 para 5.002 entre 2007 e 2008 (+1,13%). O aumento foi significativo na África (+1,83%) e nas Américas (+1,57%), enquanto na Ásia (+1,09%) e na Europa (0,70%) o crescimento se coloca abaixo da média geral. A Oceânia registra no mesmo período uma taxa de variação de -3%. Porém, tais dinâmicas diferenciadas não causaram substanciais variações na distribuição dos bispos por continente.

Outra evolução positiva, mas moderada (em torno de 1% no período 2000 – 2008) diz respeito ao número de sacerdotes, tanto diocesanos quanto religiosos, aumentado ao longo dos últimos nove anos, tendo passado de 405.178 no ano 2000 para 408.024 em 2007 e para 409.166 em 2008.

A distribuição do clero entre os continentes, em 2008, é caracterizada por uma forte prevalência de sacerdotes europeus (47,1%), os sacerdotes americanos representam 30% do clero mundial; o clero asiático representa 13,2%”, o clero africano representa 8,7% e o da Oceânia representa 1,2%.

Entre o ano 2000 e 2008 não variou a incidência relativa dos sacerdotes da Oceânia; por outro lado, cresceu significativamente tanto o clero africano quanto o clero asiático, bem como o clero americano. Já o clero europeu diminuiu significativamente, passando de 51,5 para 47,1%.

Entre as figuras de agentes religiosos que ajudam a atividade pastoral dos bispos e dos sacerdotes, as religiosas professas constituem o grupo de maior peso numérico. Tais religiosas, que no mundo eram 801.185 no ano 2000, diminuem progressivamente, tanto que em 2008 contavam 739.067 (com uma diminuição relativa no período de 7,8%).

Ressalta-se que os grupos mais numerosos de religiosas se encontra na Europa (40,9%) e na América 27,5%) e que as contrações de maior relevo se manifestaram igualmente na Europa (-17,6%) e na América (-12,9%), além da contração registrada na Oceânia (-14,9%); enquanto na África e na Ásia se verificam notáveis aumentos (+21,2% para a África e +16,4% para a Ásia), que contrabalanceiam a referida diminuição, mas não o suficiente para compensá-la.

Em nível global, o número dos candidatos ao sacerdócio aumentou, passando de 115.919 em 2007 para 117.024 em 2008. Ao todo, no biênio houve uma taxa de aumento de cerca de 1%.

Tal variação relativa foi positiva na África (3,6%), na Ásia (4,4%) e na Oceânia (6,5%); já na Europa registrou uma queda de 4,3%. Por sua vez, a América apresenta uma situação quase estacionária.

Em 2009 foram criadas pelo Papa 8 novas sedes episcopais e uma prelazia; uma prelazia foi elevada a diocese e 3 prefeituras a vicariatos apostólicos. Ao todo foram nomeados 169 novos bispos. (RL)