“Ligado para a intimidade”


Fazendo eco ao excelente post do Everth sobre o vício da pornografia cujo tema é abordado por uma novela, quero deixar um link para o melhor e mais honesto livro de psicanálise já escrito sobre o assunto. Li a recomendação pela Zenit, importei a e não me arrependo. O livro – não há tradução em português – é “WIRED FOR INTIMACY: How Pornography Hijacks The Male Brain” cuja tradução seria: Ligado para a intimidade: Como a pornografia seqüestra o cérebro masculino. O autor, Willian Struthers, é um psicólogo católico e tem ampla experiência no tema, partilha as mais sérias pesquisas no assunto. Ou seja, é um homem de fé e de ciência, e vemos isto em sua obra.

O homem é programado para buscar a intimidade feminina, seja afetiva, seja sexual. Assim é a natureza masculina, visando a formação de uma família e a sobrevivência da espécie. Dado a concupiscência da carne, a pornografia transtorna estes relacionamentos, quando de maneira desordenada esta busca da “initimidade” transforma-se em voyerismo, na visão de um casal tendo relações sexuais exibicionistas e artificiais. E o efeito da pornografia é o mesmo de uma droga, as mesmas áreas cerebrais movidas porum vício em drogas químicas são ativadas num cérebro masculino vendo pornografia. O autor também aborda a inseparável consequência da pornografia: a masturbação, e as consequentes dificuldades de relacionamento, auto-imagem e transtornos de afetividade que gera. Conseqüências terríveis na sexualidade, porque assim como um viciado caminha por drogas químicas cada vez mais pesadas, o viciado em pornografia termina por danificar sua sexualidade de tal forma que apenas doses mais e mais intensas – “hardcore” – de pornografia o excitam… com todas os perigos que gera à convivência familiar: um viciado pesado em pornografia não mais consegue se excitar com seu próprio cônjuge. Pornografia é uma droga, não é questão de liberdade de expressão apenas. Além de que é pecado, um pecado em que o pecador é a vítima que caiu na cilada do mal, o vício da pornografia e da masturbação.

O livro é fantástico, realmente pesquisa séria na área, a ciência confirmando um ensinamento moral. A pornografia não só é pecado, mas é um vício que degrada psicologica e gravemente suas vítimas. Como o próprio autor diz, num primeiro momento da exposição a pornografia, há uma escolha moral. Depois, no avanço do vício, já há pouca liberdade obtida por ele, como um dependente químico tem pouco controle para oferecer resistência a droga que já está acostumado.

A quem sabe inglês, vale a pena adquirir um. A quem não sabe inglês, vale a pena aprender para poder ler.

2 pensamentos sobre ““Ligado para a intimidade”

  1. Pingback: Tweets that mention “Ligado para a intimidade” « Ecclesia Una -- Topsy.com

  2. Pingback: “Ligado para a intimidade” (via Ecclesia Una) « Lux Lucet in Tenebris

Os comentários estão desativados.